• por Anelise Freitas

Os benefícios da escrita à mão

Atualizado: 3 de Out de 2020

Escrever à mão é uma prática que traz diversos benefícios. Hoje eu vou contar um pouco mais sobre a minha experiência de escrita.



Eu escrevo de forma mais sistemática desde 2000. Eu registrava os meus dias em diários, com recortes, poemas copiados, textos soltos. Depois, já no ano de 2002, comecei a escrever poemas em cadernos que comprava em papelarias, para os quais eu criava capas personalizadas. O computador e a internet só chegaram a minha casa em 2002, quando eu tinha quase 14 anos. Mesmo assim, era um computador de segunda mão e a internet era do tipo discada. Na mesma época, eu descobri os blogs, onde eu criava templates em HTML e gostava de escrever poemas e pequenas crônicas. Mas sempre mantive a escrita à mão de maneira regular.


A escrita e a internet chegaram a minha vida quase que simultaneamente. Assim, é natural para mim manter uma rotina de escrita pela tela, mas é igualmente natural que eu tenha reservado um espaço em casa para guardar os principais cadernos de anotações que eu tive ao longo da vida. O principal, claro, é a escrita, mas hoje venho defender uma tecnologia antiquíssima: o papel.


O desenvolvimento do ser humano esteve (e está) intimamente ligado à maneira como ele representava a si mesmo e às narrativas vividas e criadas por si. Antes do papel, usávamos os suportes dados pelo ambiente, sem muito interferir sobre eles, para manifestar-nos, tais como: paredes, pedras, folhas. Mas o papel, esse objeto criado a partir da experimentação de diversos materiais e ideias, é até hoje a tecnologia de representação que mais perdurou. Criado na China, por Cai Lun, o papel tem muita história de vida nos seus quase 2000 anos de existência. Ou melhor, já deu vida a muitas histórias, isso sim.


O papel é uma das tecnologias que mais se arraigou ao longo dos séculos. Além disso, é também extremamente funcional. Quando nos vem uma ideia muito boa ou simplesmente precisamos anotar um número de protocolo de algum atendimento, recorremos a ele de maneira muito fácil, bastando-nos um lápis e um pedaço de papel (podendo ser o verso de uma folha usada, um guardanapo, um caderno). Na época em que trabalhei mais diretamente com publicidade, os roteiros e storyboards eram todos feitos à mão, assim como as artes gráficas. Só depois essas ideias iam para o computador.


E, então, encontro outro bom motivo para escrever à mão: o desenvolvimento das ideias se dá muito melhor quando esboçamos primeiro no papel. Escrevendo em papel, podemos visualizar as ideias, criar endereçamentos e desenvolver os esboços. Além de melhorar o desenvolvimento de ideias do ponto de vista logístico, a escrita auxilia na melhora neurológica, quer dizer, escrever cria um reforço e obriga o nosso cérebro a reter melhor a informação.


Eu gosto muito de observar as mãos. Tente fazer este teste: observe-se enquanto escreve no papel e enquanto digita (pelo celular ou pelo teclado do computador). Ao trabalhar com as mãos, colocamos mais atenção aos detalhes e nossa concentração tende a ser maior. Enquanto isso, digitar em demasia pode causar diversas doenças articulatórias. Não é um embate à mão versus digitar, mas usar mais as mãos nos traz benefícios.


A grande ironia deste texto é que você está lendo em uma tela sobre a importância e benefícios de se escrever à mão. Mas eu te garanto que, antes desse texto vir parar aqui nessas linhas que você acabou de ler, ele passou por muitas folhas de papel como ideia, frases soltas e, depois, em um grande esboço do que seria o que você leu. Não quero correr o risco de parecer romântica, até porque o papel também arquitetou bastante vilania e representa muita opressão (mas essa prosa a gente deixa para outro dia). Porém, foi sobre ele que muitas e muitos poetas escreveram poemas que muito tempo depois vieram nos cutucar através da sua leitura e, durante muito tempo, o meio de comunicação usual era a carta, para citar apenas dois exemplos da importância histórica do papel. E assim a gente começa este papo sobre a importância e benefícios de se escrever à mão. Aqui, já no final, eu falo sobre começar porque não são somente esses os benefícios da escrita com lápis e papel. Eu te aguardo aqui pra gente continuar o assunto e te desejo tudo de papel!



25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por MATINTA 

MATINTA * tipo ideia no papel

CNPJ  35.653.597/0001-58

Rua Vila Rica, 15/401 - São Mateus - Juiz de Fora/MG