• por Anelise Freitas

3 exercícios de escrita criativa



Sem muita enrolação, pensei em alguns exercícios de escrita criativa que qualquer pessoa pode fazer. Não estou inventando a roda, alguns deles eu mesma já usei nas oficinas de escrita criativa que ministro. O primeiro deles, por exemplo, é antigo. Além de já ter feito esse exercício em uma oficina de poesia com o poeta Alexandre Faria, mas eu também usei a atividade em uma oficina de escrita temática que realizamos Fernanda Vivacqua, Marcela Batista e eu no Centro Cultural Brasil-Argentina, em Buenos Aires [clique aqui para conferir um pouco mais sobre essa oficina].


Então, vamos aos exercícios:


1. Quais palavras você NUNCA usaria em um texto?


A ideia deste exercício consiste em selecionar uma série de palavras que você nunca usaria no seu texto. Daí, o nome que ~eu dei~ para esse exercício: basta selecionar palavras que você NÃO usaria. O bacana desse exercício é que ele se adapta a qualquer texto criativo. Você pode escolher quantas palavras quiser, mas a minha dica é que sejam, no mínimo, umas dez. Uma vez que as palavras estejam selecionadas, é hora de começar a escrever. E esse é o exercício: escrever um texto coerente usando justamente as palavras que você disse que não usaria.


2. Pratique o diarismo!




Isso mesmo, o bom e velho diário. Esse é um gênero que nasce na casa e, embora a gente o atribua ao íntimo, ele surge de uma espécie de livro de registros sobre a dinâmica da casa e, na sua gênese, era impensável que ele tivesse um tom confessional. Só depois o diário passa a ser um gênero da intimidade. Com o advento dos blogs, o diário passa a ser um gênero do íntimo, mas é escrito para ser lido. Isso quem fala é a pesquisadora Jovita Maria Gerheim Noronha. Mas o interessante é não resumir o diário ao confessionalismo. Tente criar uma personagem, e experimente vários tipos de narradores e narrativas.


3. Que tal um desafio?




Um outro exercício muito interessante pode ser se propor um desafio. O bom desse exercício é que cada um pode seguir ser próprio ritmo, coisa que é fundamental para uma boa prática de escrita. Além disso, esse é um exercício que se desdobra em outros vários: você pode escolher um tema e só escrever sobre ele; também pode se propor alguns dias só escrevendo no mesmo gênero, pode também delimitar um período de tempo e escrever todo dia ou até mesmo mimetizando alguns escritores. Em 2012, por exemplo, transformei uma previsão astrológica em livro escrevendo um poema por dia durante o mês de setembro.


Agora é só escolher o seu exercício preferido e começar a escrever. Se deu um bloqueio criativo aí, você pode começar a escrever a partir das dicas que eu dei neste texto aqui.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por MATINTA 

MATINTA * tipo ideia no papel

CNPJ  35.653.597/0001-58

Rua Vila Rica, 15/401 - São Mateus - Juiz de Fora/MG